GPS Lifetime GPS Lifetime

Letícia Birkheuer: "não tenho preconceito com apps de paquera"

Letícia Birkheuer: "não tenho preconceito com apps de paquera"
collaborated Rebeca Oliveira
photo Reprodução

Em entrevista ao GPS|Lifetime, atriz fala sobre relacionamentos modernos, tônica da peça Mercado amoroso, que será apresentada em Brasília neste fim de semana

 

Aos 40 anos, Letícia Birkheuer pode dizer, sem hesitar, que atingiu a tão almejada maturidade. Modelo, atriz e apresentadora, experimentou um bocado de experiências diversas: já foi jogadora de vôlei, desfilou para marcas como Dior e Giorgio Armani (designer que, aliás, disse que ela era a mulher mais bonita do planeta), mudou os rumos da carreira, fez uma bonita temporada como atriz de tevê, teve um filho, amou, desamou e se reergueu...

Agora, realiza-se de uma maneira distinta: atuando em todas as frentes de uma peça de teatro. Em Mercado amoroso, que chega à capital este fim de semana, fez de tudo um pouco. Produziu, pensou no enredo, escolheu o texto, conduziu o roteiro, correu atrás de patrocínio, afinou o elenco e, claro, também subiu aos palcos.

Dirigido por Ernesto Piccolo com texto de Megg Santos e Felipe Petrucelli, o espetáculo baseado em histórias reais tem no elenco Letícia Birkheuer como Ana Flávia, uma mulher que, desempregada, cria um app de relacionamento para lidar com a fobia social e ganhar uma graninha extra. Ela não teve amarras: se jogou de cabeça no projeto. Inclusive, até fez uma conta em um famoso aplicativo de paquera como laboratório.

Ao seu lado,  estão as colegas Karen Junqueira (Tininha), Germana Guilhermme (Jaciara)  e Ricardo Martins (Otávio Henrique).



Brasília, cidade pela qual Letícia tem apreço, foi a primeira escolhida para receber a turnê que também passa por Recife, São Paulo e Porto Alegre, ainda este mês. "O público daí é interessado, gosta de teatro, conta com uma programação bastante intensa. Brasilienses vão muito mais ao teatro que cariocas", acredita. 

Por aqui, além de se apresentar no Teatro da Unip, irá com todo o elenco assistir ao show de Anitta no Na Praia, a convite dos organizadores.  Poderosa!

 

Duas perguntas | Letícia Birkheuer

Como foi entrar em app de paquera para fazer laboratório para a peça?

Nunca tinha entrado nesses apps na vida, entrei porque não sabia nem o que queria dizer crush. Não sabia se mandava coração e a pessoa mandava o coração de volta. Não entendia o que cada elemento queria dizer. Comecei a falar com várias amigas que marcaram encontros dessa forma e estão namorando pessoas que conheceram assim. Achei tão surreal que entrei para ver como funcionava. Foi muito engraçado porque as pessoas falavam que nao era eu, que era um fake.

E se desse match com alguém, levaria a relação adiante?

Se desse certo, eu iria. Não tenho preconceito não, sabia? Hoje, o mundo está aberto a essas coisas. Existe a possibilidade de encontrar alguém do outro lado do mundo. Não precisa ser só para namorar. Pode dar também em amizade. Tudo isso começou lá atrás, pelas redes sociais. Agora, a diferença é que fica mais fácil saber quem está solteiro. Quem entra no Tinder, por exemplo, está disposto a conhecer alguem. Eu acho maravilhoso. Por que não facilitar as relações? Antigamente, nós, mulheres, tínhamos que esperar o homem convidar para jantar. Tudo era mais demorado.


SERVIÇO
Mercado amoroso

Sábado e domingo, 1 e 2 de setembro
Sábado, às 21h; e domingo, às 20h
Teatro UNIP (913 Sul); 2192.7000
Ingressos a partir de R$ 35,70 (meia), à venda no site Não perco 


Calendário MetaFísicos 2019 se inspira na estética dos anos 1980

Calendário MetaFísicos 2019 se inspira na estética dos anos 1980
collaborated Redação
photo Cortesia

Em primeira mão, o GPS|Lifetime revela alguns cliques do badalado calendário. O lançamento acontece neste sábado, 15, no B Hotel, e tem como mestre de cerimônia a diretora de conteúdo do portal, Paula Santana

 

Neon trend! A clínica MetaFísicos apresenta hoje, 15, a edição 2019 do seu badalado calendário. Com exclusividade, o GPS|Lifetime mostra alguns cliques da produção. Ao todo, 23 pacientes do nutricionista Clayton Camargo posaram de acordo com o tema 'Neon'.

A temática revive a estética dos anos 1980, resgatando o ritmo frenético da ginástica de academia, com muita acrobacia, comum àquela época. Entre os musos e as musas desta edição estão o arquiteto Clay Rodrigues e o manager Bruno Mello

Para realizar o projeto, 37 participaram de todo o processo. Além dos modelos, 14 profissionais de backstage, como produtor, fotógrafo, cinegrafista, apoio logístico, pessoal de cabelo e maquiagem estiveram envolvidos. 

O time de estrelas de cada edição é escolhido dentre aqueles pacientes que superaram o desafio de emagrecer ao adotarem um estilo de vida saudável, com alimentação e exercícios físicos. Com o anuário, o nutricionista espera que os modelos se tornem fonte de inspiração para quem busca qualidade de vida.

O lançamento acontece neste sábado, 15, no B Hotel e tem como mestre de cerimônia a diretora de conteúdo do GPS|Lifetime, Paula Santana.

 

 




Leia também: MetaFísicos no ar: Clayton Camargos e Sérgio Morum falam sobre famoso "bumbum na nuca"

Uma febre nacional, o famoso "bumbum na nuca" é tema do segundo episódio de Metafísicos no ar, série desenvolvida por Clayton Camargos e o cirurgião plástico Sérgio Morum, sócios da clínica Metafísicos, em parceria com o videomaker Pedro Lino. O programa trata de saúde, exercícios e bem-estar e, esta semana, se debruça sobre a paixão das brasileiras (e, por quê não, os brasileiros).