GPS Lifetime GPS Lifetime

Megan Markle enfrenta regras de vestimenta da realeza e aposta em tendência “proibida"

Megan Markle enfrenta regras de vestimenta da realeza e aposta em tendência “proibida"
collaborated Theodora Zaccara
photo Reprodução/GoogleImagens

Cruzar as pernas, apesar de terminantemente proibido entre as mulheres da realeza, é um hábito que a mais nova duquesa da Inglaterra ainda não extinguiu. Além dele, um antigo costume fashion da época em que era atriz também faz parte dos vícios de Meghan Markle  - o gosto pelo preto. Durante uma série de visitas oficiais pela Grã-Bretanha, a monarca optou por não um ou dois, mas três looks all black

O primeiro, um vestido semelhante ao modelo de noiva Givenchy, para atender às celebrações do centenário da Força Aérea Britânica. O segundo, para um encontro com o presidente da Irlanda, na última terça-feira, 10. E o terceiro, um terninho que caiu no gosto dos súditos irlandeses. Todos semelhantes na escolha da cor preta, tonalidade censurada para os membros centrais da família real - a Rainha, por exemplo, só usa vestes negras em momentos de luto. 

Para Meghan, que nunca subirá ao trono, o tom não está banido, mas é uma escolha não-usual que foge às tradições da monarquia inglesa. 


Anna Dello Russo desapega de parte de sua coleção de acessórios

Anna Dello Russo desapega de parte de sua coleção de acessórios
collaborated Bruna Nardelli
photo Vestiaire Collective

Editora de moda está cada vez mais engajada no consumo consciente 

 

Anna Dello Russo desapega mais uma vez! Após ter passado para frente 30 looks de seu arquivo com renda revertida para Central Saint Martin, em Londres, no início deste ano, a contribuinte da Vogue japonesa volta a se desfazer de itens icônicos. 

Desta vez, a ação eco-friendly é focada em sua coleção de acessórios e conta com a parceria do brechó virtual Vestiaire Collective. Para a alegria de fashionistas mundo afora, o portal já abriga as peças. Run!

Entre os itens dignos da rainha do street style, joias da Lanvin, Prada, Miu Miu, Chanel e Moschino, além de muito vintage.

Em bate-papo com o Vestiaire Collective, Dello Russo explicou a motivação por trás da iniciativa. "Colocar estas peças para circular é um dos comportamentos mais sustentáveis que podemos ter na indústria", declarou.

"Chegou um ponto da minha vida em que eu tinha coisas demais. Eu me senti pronta para começar um novo ciclo. De repente, me vi tocada pela ideia de que ter coisas em excesso pode ser algo que te impede de seguir adiante", complementou. Ela aproveitou a conversa para anunciar que a sua próxima sessão desapego será de livros.

Vale lembrar que até pouco tempo atrás a editora de moda precisava de dois apartamentos para comportar seu rico acervo. De vez em quando, é bom fazer uma limpa no closet, né? Bela ação, Anna! 

Veja também

Alexandre Birman recebe Anna Dello Russo em showroom de Paris

O destino escolhido para a apresentação da coleção outono/inverno 2018 de Alexandre Birman foi Paris. Cada vez mais reconhecida no cenário internacional, a label recebeu em março um seleto grupo de convidados, buyers e imprensa no Le Ritz, um dos hotéis mais clássicos e luxuosos da cidade luz. A icônica fashionista italiana Anna Dello Russo foi uma das personalidades que marcou presença no spot

collection foi criada a partir do olhar e alma de um verdadeiro shoemaker, onde trabalhos manuais, tressês cuidadosamente elaborados e couros especiais trazem à tona a inspiradora arte de produzir sapatos. A nova season chega com materiais exclusivos, como o couro de phyton, os suedes de toque aveludado, as nappas extremamente macias e os pelos multicoloridos em tons harmoniosos. Show!