GPS Lifetime GPS Lifetime

Em aniversário de Frida Kahlo, editorial de moda faz ode à artista mexicana

Em aniversário de Frida Kahlo, editorial de moda faz ode à artista mexicana
collaborated Bruna Nardelli
photo Cortesia

Idealizado por Jacqueline Cordeiro, shooting expõe o resultado de uma conversa amistosa entre astrologia e moda

 

Dia 6 de julho marca o aniversário da intensa e revolucionária pintora Frida Kahlo, figura que percorre gerações como símbolo da força feminina na arte. A mexicana nos deixou em 1954, mas sua obra e essência continuam vivas em admiradores de sua trajetória ao redor do globo. Pensando em homenagear a personalidade, a astróloga Jacqueline Cordeiro resolveu transformar o mapa astral de Frida em um editorial de moda à altura da artista. 

O conceito do shooting foi idealizado por Jacque que, ao lado da modelo Thatiana Fanucchi, encarnou diversas facetas de Kahlo. Podemos observar uma personagem com estilo próprio, no qual se faz presente o uso de trajes típicos Tehuanos, profusão de cores, sobreposição de estampas e ornados com joias pré-colombinas, além da sua marca registrada: batom e unhas no tom vibrante de vermelho.

As duas Fridas emergem e são registradas pelo fotógrafo Sergio Caddah, profissional que capta a distinção e a beleza de ambas no editorial. É astrologia, é moda, é #FRIDAKAHLO!

Aos cliques:


Kakay celebra casamento em Arraial d'Ajuda

Kakay celebra casamento em Arraial d'Ajuda
photo Cortesia

Durante os votos de felicidades aos noivos, célebre jurista homenageou a mulher, Valéria

 

A pedido dos pombinhos, o renomado advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, celebrou a união de Bibi Moura e Frederico Vilaça nesse sábado 22, em Arraial d'Ajuda, Bahia. De clima bucólico, a cerimônia contou com a presença de 300 convidados, e foi de emocionar. 

Para tornar o momento especial, Kakay imprimiu, para cada invitado, três poesias, incluindo Eros e Psique, de Fernando Pessoa. Logo no início do discurso, o jurista pediu para que todos o acompanhassem na leitura dos versos. 

Após o coro, o orador discorreu sobre o amor, a solidariedade, a paixão e a importância da individualidade em um relacionamento a dois. Também prestou homenagem a mulher, Valéria, desejando aos recém-casados a mesma felicidade que vivencia ao lado da amada. 

Abaixo, confira o discurso na íntegra. 

"É muito difícil falar sobre o amor para pessoas tão jovens. Mas eu vejo na Bibi e no Frederico um amor maduro, se é possível falar em maturidade na idade deles. Mas o amor, queridos, não tem que ter a densidade da maturidade, basta-lhe a densidade dele em si. E não estou a dizer do amor pelos pais ou, meu Deus, pelos filhos, falo do amor carnal, do desejo, da paixão, da angústia da falta, da ansiedade do toque, do cheiro... deste amor que mantém a humanidade, que reproduz, que fragiliza mas eterniza. Conheci, Bibi e Frederico, este amor maduro na Valéria e, se eu puder desejar algo a vocês dois, desejo que sejam felizes como eu sou com ela, todos os dias da minha vida. Tesão, respeito, solidariedade, paixão fazem a hipótese da vida a dois. A melhor maneira de ter uma vida de casal, talvez a única, é ser inteiro e ter uma vida própia. Nunca abrir mão dos sonhos, dos delírios e não achar que tudo tem que ser vivido a dois. A solidão faz bem. É um direito nosso. Mas, se eu não tivesse encontrado a Valéria, meus momentos de solidão seriam pesados e não intensos e felizes como são. Quero para vocês a alegria que eu tenho de compartilhar o mundo com esta mulher, de aprender todos os dias com ela. E, quando os Ericos chegarem, nesta materialização do amor indizível, quero que vocês continuem a ser um casal apaixonado, dedicado, entregues ao amor a dois. Ser feliz é uma conquista diária, as vezes árdua, mas vale a pena. E nós temos, sobre nossas vidas, o manto celeste que nos abriga e protege. É uma alegria compartilhar este momento com vocês". 

Valéria e Kakay, eternos enamorados