GPS Lifetime GPS Lifetime

Novidade na Asa Norte, Bomba Junk tem combos a partir de R$ 17

Novidade na Asa Norte, Bomba Junk tem combos a partir de R$ 17
collaborated Gustavo Azevedo
photo Reprodução

Inaugurado em novembro, o Bomba Junk tem no cardápio opções de hambúrguer, sanduíche e cachorro-quente a preços acessíveis

 

Bomba. Uma palavra, diversas variações e significados. A bomba de que estamos falando, entretanto, está relacionada àqueles quitutes que, apesar do valor calórico um pouco mais elevado, valem cada mordida. Os jovens chefs Júlia Almeida e Matheus Brito, à frente do recém-inaugurado Bomba Junk, juntaram suas vivências e bagagens gastronômicas para montar o gastro spot na Asa Norte, que leva no nome a delícia presente em lanchonetes populares de várias cidades do Distrito Federal, como o Guará e Sobradinho. 

Hambúrguer, sanduíche e cachorro-quente com sabor e originalidade por um preço acessível. Essas são as bases do empreendimento, que promete agradar o paladar do brasiliense.

“Queríamos um lugar que fosse a nossa cara, montamos e planejamos tudo do nada, com espírito empreendedor aliado à nossa paixão por gastronomia, para oferecer comida boa, bom atendimento e preço atrativo ao público da cidade”, contam.

No cardápio, opções diversas – todos com alternativa de combo que acompanha batata frita e refrigerante.

Os pães da casa possuem fermentação natural, livre de conservantes.

Com pão de hambúrguer com gergelim, smash burguer, queijo muçarela, alface americana, tomate verde, maionese clássica ovo e bacon, o Maguin (R$ 17) é uma das delícias mais pedidas até agora. O combo custa R$ 21.

Já o lanche batizado de Infarto (R$ 15) é composto por pão de dog australiano tostado de ladinho, linguiça defumada, chilli, batata frita, creme de cheddar, farofa de bacon e creme azedo. O combo é vendido por R$ 19.

Também está no cardápio o Mango Ribs (R$ 17), sanduíche com pão de leite, costela bovina desfiada no molho, queijo, vinagrete de manga e cebola roxa. A opção de combo custa RS 21.

Ainda há opção de combinado por apenas R$ 17. O dog de salsicha com molho de tomate, queijo, milho, ervilha, purê de batata e batata palha e também o Vegg junk com pão de gergelim, berinjela à milanesa, queijo muçarela, aioli, picles de pepino, tomate verde e alface americana fazem parte da alternativa ainda mais acessível.

Depois de degustar as delícias, que tal uma sobremesa? O Bomba Junk oferece seu pudim de leite com calda de caramelo por R$ 6 a fatia. Para aqueles que gostam de praticidades, o gastro spot também aceita pedidos pelo Ifood e Ubereats.




Serviço

Bomba Junk (307 Norte, Bl. A, lj.  10, Asa Norte), aberto de terça a quinta-feira, das 18h às 23h; sexta e sábado, das 18h ás 0h; e aos domingos, das 18h às 22h.


Morre, aos 113 anos, o homem mais velho do mundo

Morre, aos 113 anos, o homem mais velho do mundo
collaborated Gustavo Azevedo
photo Reprodução

O centenário faleceu de causas naturais enquanto dormia

 

Morreu neste domingo, 20, o homem o mais velho do mundo, segundo o livro Guinness dos Recordes. A informação foi confirmada pela imprensa japonesa. Masazo Nonaka tinha 113 anos e faleceu enquanto dormia em sua casa, no norte do Japão, de causas naturais.

Nonaka nasceu em 25 de julho de 1905. A mulher e três dos filhos do centenário já haviam morrido.

O Guinness reconheceu Nonaka como o homem mais velho do globo no ano passado, após a morte do espanhol Francisco Núñez Olivera.