GPS Lifetime GPS Lifetime

Mais bacon, por favor! McNífico terá dez fatias da iguaria

Mais bacon, por favor! McNífico terá dez fatias da iguaria
collaborated Gustavo Azevedo
photo Reprodução

A novidade estará disponível na rede de fast food a partir de 3 de janeiro

 

Quem é do time do quanto mais melhor? O McDonald's apresentou mais uma novidade em seu cardápio. Trata-se do McNífico com dez fatias de bacon. Você não entendeu errado!

Além dessa delícia a mais, o sanduíche contém hambúrguer feito com carne 100% bovina, cebola, queijo derretido, tomate e molhos.

A novidade estará disponível nos restaurantes da rede de fast food a partir de 3 de janeiro. As McFritas Cheddar Bacon e o tradicional McNífico Bacon com três fatias continuarão no cardápio.




Leia também

 

The Queen's Place prepara sua ceia como a de um membro da realeza

Natal é sinônimo de família reunida, confraternização e, claro, comida boa. No palácio onde a família real britânica faz sua celebração natalina não é diferente. Abertura de presentes, troca de abraços e um jantar com pratos típicos são alguns dos costumes que marcam a noite especial. Com o intuito de trazer a essência da tradição inglesa à ceia dos brasilienses, o The Queen's Placegastro spot de ares palacianos da 116 Sul, preparou novidades.

Para quem não quer passar o dia do Natal na cozinha, a casa aceita encomendas para a ceia. Entre as opções de pacotes, a Wimbledon, que serve de duas a quatro pessoas (R$ 399) e a Oxford, ideal para até sete (R$ 650). Mas se a ocasião for para um número maior de convidados, também tem jeito: basta solicitar orçamento.

Assim como no Brasil, é muito comum a prática de encomendas da ceia de Natal na terra da rainha Elizabeth. Sócio do espaço, Ricky Araujo, que morou em Londres durante alguns anos, diz que por lá restaurantes renomados ficam cheios de reservas. “Os pacotes do The Queen’s oferecem a maneira mais clássica de se comemorar a data, com delícias feitas apenas com produtos de qualidade. Tem várias coisas que vão ser diferentes na mesa do brasiliense.”

Para o banquete, o cliente pode optar entre peru recheado ou pernil assado e quatro acompanhamentos. Entre eles, string beans, o tradicional pão yorkshire pudding e batatas rústicas. Além disso, o pacote acompanha geleia de cranberry que, segundo Ricky, harmoniza com as carnes, e uma opção de entrada - fish cake ou croquetas de filé mignon. Por fim, a sobremesa: cupcakes de red velvet ou uma clássica torta de frutas secas cristalizadas.

Outras delícias de Natal

Os clássicos biscoitos crocantes de gengibre formam uma linda casinha confeitada. O Gingerbread House (R$ 65) é mais uma novidade do The Queen’s Place para o Natal. Totalmente artesanal e feita no spot, a delícia pesa em torno de 600g e é decorada a mão com glacê real.

Os deliciosos bolos da rainha também receberam um toque especial. São dois tamanhos disponíveis para encomendas: a partir de R$ 180 o médio, ou o grande a partir de R$ 360. Enfeites tipicamente natalinos, como Papai Noel e boneco de neve, embelezam os doces.

Quem for ao point, poderá apreciar a seleção de cookies. As gostosuras são feitas com massa de shortbread - famoso biscoito amanteigado escocês. Escolha entre biscoitos decorados com glacê real nos adoráveis formatos de árvore de natal, Papai Noel, anjo, sino ou tradicional. A unidade da delícia custa apenas R$ 5.

Para quem deseja levar um pedacinho do The Queen’s para casa, charmosas canecas personalizadas estão à venda no balcão do spot.


A casa de quitutes tipicamente ingleses também ganhou uma decoração especial para a época. Árvore de Natal, guirlandas e diversos enfeites tornam o espaço ainda mais charmoso. Do mesmo modo, os atendentes no clima natalino tornam a experiência completa..

Encomendas pelo e-mail: contato@thequeensplace.com. 


Serviço

The Queen's Place
Endereço: CLS 116 Bloco C Loja 21
Horário de funcionamento: de segunda-feira a domingo, de 7h às 22h
Site: www.thequeensplace.com


Bolsonaro embarca hoje para Davos, em sua 1ª viagem internacional

Bolsonaro embarca hoje para Davos, em sua 1ª viagem internacional
collaborated Agência Brasil

Presidente defenderá reformas e compromisso com a democracia

 

Com uma agenda voltada para a defesa da abertura econômica, do combate à corrupção e do compromisso com a democracia, o presidente Jair Bolsonaro embarca neste domingo, 20, às 22h, para Davos, na Suíça, onde participará do Fórum Econômico Mundial. Ele viajará acompanhado dos ministros da Economia, Paulo Guedes; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Em sua 39ª edição, o Fórum Econômico Mundial reúne a elite política e econômica global para discutir a conjuntura mundial e estimular a cooperação entre governos e o setor privado. Na estreia de Bolsonaro no exterior, o governo pretende vender a empresários e a políticos a imagem de que a economia brasileira está modernizando-se, com abertura comercial, segurança jurídica para os investidores externos e reformas estruturais.

O presidente pode discursar na terça-feira, 22, num painel sobre a crise na Venezuela, e tem até 45 minutos reservados para falar na sessão plenária do fórum às 11h30 de quarta-feira, 23, no horário local, 8h30 em Brasília. Bolsonaro também pode discursar no painel O Futuro do Brasil, marcado para logo após a sessão plenária.

Na noite de terça, o presidente terá um jantar privado com os presidentes da Colômbia, Iván Duque; do Equador, Lenín Moreno; do Peru, Martín Vizcarra; e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada. Os cinco presidentes latino-americanos assistirão a uma apresentação do presidente executivo da Microsoft, Satya Nadella.

Para quarta-feira, 24, está prevista a participação do presidente num almoço de trabalho sobre a globalização 4.0, que trata da quarta revolução industrial proporcionada pela tecnologia e é o tema do Fórum Econômico Mundial neste ano. Em seguida, a comitiva retorna para Zurique, de onde embarca de volta para Brasília, chegando à capital federal na manhã de quinta-feira, 25.




Ministros

Os ministros terão agendas paralelas em Davos. Paulo Guedes tem previstas reuniões com a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, e encontros bilaterais com o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo; com o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Roberto Moreno; e com o secretário-geral da Câmara de Comércio Internacional, John Denton. O ministro da Economia também se encontrará com o secretário de Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin.

Guedes também pretende reunir-se com empresários das áreas de infraestrutura, logística, energia e tecnologia e representantes de fundos de investimentos e fundos soberanos. Nos encontros, o ministro informará que a equipe econômica trabalha numa agenda calcada em quatro pilares: reforma da Previdência, privatizações, reforma administrativa e abertura comercial.

Segundo o Ministério da Economia, Guedes informará que o Brasil pretende dobrar os investimentos (público e privados) em pesquisa, tecnologia e inovação nos próximos quatro anos e a corrente de comércio – soma de importações e exportações – de 22% para 30% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país).

A abertura comercial defendida por Guedes ocorreria de forma gradual, acompanhada de um programa de desburocratização e de redução de impostos para empresas para não sacrificar a indústria brasileira. A diminuição de tributos seria financiada por privatizações e pelas reformas que conterão ou reduzirão os gastos públicos nos próximos anos.