GPS Lifetime GPS Lifetime

Thank u, next: Croácia tem museu de relacionamentos que acabaram

Thank u, next: Croácia tem museu de relacionamentos que acabaram

Uma antiga casa foi transformada no Museum of Broken Relationships, um museu cheio de objetos que marcaram o relacionamento de pessoas do mundo inteiro
 


Dezembro chegou e, no fim do ano, sempre fazemos aquela faxina em casa. O objetivo?  Entrar o novo ano com as energias renovadas. E se, no meio do caminho, encontrar um objeto que lembra um relacionamento antigo? Que tal, ao invés de jogá-lo fora, mandá-lo para um museu? Sim, isso existe, e fica em Zagreb, capital da Croácia. Apresento, nesta quinta-feira, 6, o Museum of Broken Relationships.

Em bom português, seria algo como o Museu dos Relacionamentos Terminados. Quando pesquisei sobre o que fazer na cidade e vi esse museu, logo o incluí no roteiro. Ao passar pela fachada (o museu fica na parte histórica de Zagreb, chamada Cidade Alta), a janela que dá acesso a lojinha exibia uma borracha do tamanho de um palmo escrito: “bad memories eraser”. Como não ficar curioso?



Todos os objetos expostos têm um texto do doador (anônimo, claro), com o tempo de duração do relacionamento e a cidade/país de origem. Na entrada, você recebe um livrinho com as descrições no seu idioma (tem em português).

 

Tem de tudo que se pode imaginar, dos mais comuns - como ursinhos, cartas, presentes, bonecos e brinquedos - aos mais engraçados: “o sapato que joguei nele”, “a parte metálica da rolha de champagne que tomamos no meu aniversário”, um biscoito de gengibre decorado, um gnomo quebrado que foi abandonado no jardim em um momento de fúria.



Eles foram doados por pessoas de várias partes do mundo. É interessante ler os relatos de diferentes nacionalidades sobre as rupturas. São objetos cheios de sentimentos. Por exemplo, um saco plástico com uns dez caroços de azeitona. A explicação? “São os caroços de todas as azeitonas que ele comeu na primeira vez que foi na minha casa”. Ou, ainda, uma cinta-liga: “talvez, se tivesse usada, o relacionamento não teria chegado ao fim”, comenta a antiga dona.

 



São centenas de objetos, queridos ou odiados. Como um pacote de remédios para o estômago. “Ele sabia que eu sofria de gastrite e me deu com a explicação de que era para tomar quando ele me irritasse”. Um ferro? “Com ele passei meu terno do casamento”. Um machado, por exemplo, foi usado para quebrar os móveis da casa da namorada que o deixou para ficar com outro.



O passeio é uma experiência. Você sente um monte de coisas andando pelos cômodos da casa. Ri, pensa que já viveu algo parecido, se comove. Se vê refletindo sobre um relacionamento, mas nada amargo ou triste. Vi até gente chorando. Ao pesquisar sobre ele, descobri que foi criado pelo designer Drazen Grubisic e pela artista Olinka Vistica. A ideia, pasmem, surgiu após o fim do relacionamento deles, ao dividirem suas coisas. Começou com um museu itinerante e, em 2010, ganhou endereço fixo.




No final do passeio, uma tela interativa explica como você pode ser um doador. “Criação de uma história emocional coletiva”, diz a descrição. Enviar o objeto para lá pode ser quase terapêutico, uma forma diferente de superar o fim. Alguém, com certeza, vai se identificar.

O site deles é sensacional. Online,  é possível visualizar alguns dos objetos e ler as histórias. Não à toa, ganhou um prêmio em 2016 de museu com melhor página da internet. Também foi agraciado, em 2011, como o Prêmio Kenneth Hudson de mais inovador da Europa.

Claro que Zagreb e a Croácia têm um monte de passeios interessantes. Palácios, outros museus e muita história. Turisticamente, o país tem sido descoberto com mais intensidade de uns cinco anos para cá e, neste ano, com o time croata na final da Copa do Mundo, o número de visitantes aumentou consideravelmente.

Antes de ir embora, vale levar uma lembrança. Eu comprei a borracha e o lápis anti-estresse (que tem uma marca no meio, escrita “quebre quando estiver nervoso”). Ao devolver o livrinho que recebemos na entrada, a última página diz: “amores passados possibilitam a existência desse museu”. Quem não tem uma história de fim de relacionamento, não é mesmo? Elas falam sobre como amamos e como nos perdemos. Você vai se identificar, se emocionar e se divertir.


Serviço


Museum of Broken Relationships
Zagreb, Croácia
www.brokenships.com
museum.collection@brokenships.com


Rede Pão de Açúcar inaugura loja e site dedicados ao vinho

Rede Pão de Açúcar inaugura loja e site dedicados ao vinho
photo Reprodução

Os apreciadores de vinho já podem contar com um novo local para adquirir rótulos e acessórios, selecionados. O Pão de Açúcar entrou na onda do e-commerce e lançou uma plataforma totalmente especializada em vinhos, é o Pão de Açúcar Adega. A marca lançou ainda um aplicativo e uma loja física, mas apenas na cidade de São Paulo.

No e-commerce ou na loja, será possível encontrar uma variedade única de vinhos (1,9 mil rótulos no site e 1,4 mil na loja física), de 16 países, com preços que variam entre R$ 40 e R$ 8 mil, seja para o dia-a-dia ou para ocasiões especiais. Destaque para rótulos como Cloudy Bay, Sassicaia, Pera Manca, Nuits Saint Georges e Chablis Louis Jador, que não são encontrados nos supermercados.
 

A plataforma contará também com uma seleção de acessórios, como abridores, decanters e taças – uma das apostas são os conjuntos Riedel, marca de renome internacional e ideal para vinhos de alta qualidade. Tudo passado pelo crivo do consultor de vinhos da rede, o enófilo Carlos Cabral, uma das maiores autoridades do assunto no país. Além disso, terá alguns dos melhores rótulos de destilados, como uísques, vodcas, gins e tequilas, selecionados de acordo com tendências de consumo.

 

Para quem mora em São Paulo e passar pela loja física encontrará quatro atendentes para orientar nas compras e fornecer dicas sobre os produtos. Todos trabalhavam anteriormente em lojas Pão de Açúcar e foram formados por Cabral. O espaço foi preparado para ser convidativo e agradável, desmitificando que “comprar vinho é complicado”. Um painel mostra as uvas típicas de cada país e os respectivos vinhos; a disposição das gôndolas foi pensada para facilitar o encontro do rótulo desejado. No fundo da loja, um espaço agradável servirá de ponto de encontro para aulas, cursos, degustações, além de eventos especiais.

 

O bom disso tudo é que o Pão de Açúcar Adega entregará em todo o Brasil, inclusive locais em que não há loja física da rede. 

Para assinar, basta acessar o site www.paodeacucar.com/adega.