GPS Lifetime GPS Lifetime

A retomada do feito à mão: obras e trabalhos artesanais dão personalidade aos espaços

A retomada do feito à mão: obras e trabalhos artesanais dão personalidade aos espaços
collaborated Roberta Pinheiro
photo Cortesia

Arquitetos e designers de interiores voltam o olhar para obras de arte e trabalhos artesanais para compor os ambientes

Neste ano, uma das premissas da CasaCor São Paulo é se desconectar das tecnologias para conviver e compartilhar mais os espaços e para trocar experiências. Seguindo essa linha, alguns arquitetos e designers de interiores optaram por obras de arte e trabalhos artesanais.

Além de resgatar o toque manual, do trabalho feito à mão, cada obra ganha lugar de destaque e traduz a personalidade do ambiente.

O GPS|Lifetime separou alguns destaques: 

Bar Lounge

Para transmitir o movimento da dança, Cyane Zoboli e Ana Elisa Hott escolheram uma obra de Wilson Ferreira, da Galeria ArtCausa. Toda em corda natural e com detalhes em madeira maciça torneada, a obra compõe o espaço.

Sala Toki – Um Mergulho do Meu Tempo

Todo o espaço de Juliana Pippi é pensado no conceito do slow design, que contrapõe-se ao movimento fast de vida preconizado pela sociedade ocidental. Ela optou por peças que demandam mais tempo e observação no que tange o processo de produção, como o banco e a cestaria de Inês Schertel.

Os itens são feitos com lã natural de ovelha e respeitam o período ideal de tosquia para não interferir na qualidade de vida do animal. No mesmo espaço, há ainda a luminária de Ana Neute, o banco e os painéis de papelão de Domingos Tótora e as cerâmicas exclusivas de Hideko Honma. Todas são peças fabricadas à mão e que vão ao encontro da proposta de Pippi. 

Praça CasaCor

Em tons verdes, Catê Poli e João Jadão usaram mobiliário feito com corda náutica produzido por artesãos da região de Moradas da Lagoa, em Salvador.

Studio Trama

Um imenso colar de quartzo rosa e seda criado pela artista plástica Nao Yuasa embeleza o ambiente de Melina Romano. Com sua expertise em itens para a moda, Nao cria peças com muita personalidade e todas feitas à mão. No espaço de Melina, o colar ficou perfeito com a temática feminina concebida pela designer de interiores.

Loft Ninho

Com um mobiliário em tons neutros, chama a atenção no espaço de Nildo José um coração feito com 85 mil alfinetes sobre a base em poliuretano. A criação da obra passa por experiências pessoais do artista Ildeu Lazarini e reflete a junção de estados emocionais e estudos do doutorado em nanofibras. 

Calçada das Cores

Várias folhas descartadas pela natureza e bordadas com palavras que carregam uma curadoria efetiva compõem o ambiente de Lao Design e Zoom Arquitetura. O trabalho de Clarice Borian dá vida ao espaço, que fica na calçada externa da mostra e dá boas-vindas a quem chega.

 

 


Anna Dello Russo desapega de parte de sua coleção de acessórios

Anna Dello Russo desapega de parte de sua coleção de acessórios
collaborated Bruna Nardelli
photo Vestiaire Collective

Editora de moda está cada vez mais engajada no consumo consciente 

 

Anna Dello Russo desapega mais uma vez! Após ter passado para frente 30 looks de seu arquivo com renda revertida para Central Saint Martin, em Londres, no início deste ano, a contribuinte da Vogue japonesa volta a se desfazer de itens icônicos. 

Desta vez, a ação eco-friendly é focada em sua coleção de acessórios e conta com a parceria do brechó virtual Vestiaire Collective. Para a alegria de fashionistas mundo afora, o portal já abriga as peças. Run!

Entre os itens dignos da rainha do street style, joias da Lanvin, Prada, Miu Miu, Chanel e Moschino, além de muito vintage.

Em bate-papo com o Vestiaire Collective, Dello Russo explicou a motivação por trás da iniciativa. "Colocar estas peças para circular é um dos comportamentos mais sustentáveis que podemos ter na indústria", declarou.

"Chegou um ponto da minha vida em que eu tinha coisas demais. Eu me senti pronta para começar um novo ciclo. De repente, me vi tocada pela ideia de que ter coisas em excesso pode ser algo que te impede de seguir adiante", complementou. Ela aproveitou a conversa para anunciar que a sua próxima sessão desapego será de livros.

Vale lembrar que até pouco tempo atrás a editora de moda precisava de dois apartamentos para comportar seu rico acervo. De vez em quando, é bom fazer uma limpa no closet, né? Bela ação, Anna! 

Veja também

Alexandre Birman recebe Anna Dello Russo em showroom de Paris

O destino escolhido para a apresentação da coleção outono/inverno 2018 de Alexandre Birman foi Paris. Cada vez mais reconhecida no cenário internacional, a label recebeu em março um seleto grupo de convidados, buyers e imprensa no Le Ritz, um dos hotéis mais clássicos e luxuosos da cidade luz. A icônica fashionista italiana Anna Dello Russo foi uma das personalidades que marcou presença no spot

collection foi criada a partir do olhar e alma de um verdadeiro shoemaker, onde trabalhos manuais, tressês cuidadosamente elaborados e couros especiais trazem à tona a inspiradora arte de produzir sapatos. A nova season chega com materiais exclusivos, como o couro de phyton, os suedes de toque aveludado, as nappas extremamente macias e os pelos multicoloridos em tons harmoniosos. Show!