GPS Lifetime GPS Lifetime

Salt Bae in Brazil: chef turco Nusret Gökçe anuncia vinda a SP

Salt Bae in Brazil: chef turco Nusret Gökçe anuncia vinda a SP
photo Reprodução

“Picanha. Eu amo o Brasil. Irei para São Paulo ver você em breve”, escreveu o famoso chef em seu Instagram

 

Acompanhado por mais de 18 milhões de seguidores no Instagram (dentre eles, muitos fãs brasileiros), o chef turco Nusret Gökçe anunciou que virá para o Brasil em breve, mais precisamente para a Terra da Garoa.

Apesar da data não ter sido comunicada, a notícia causou alvoroço nos usuários que inundaram o post com milhares de comentários cheios de expectativas e possibilidades.

“Picanha. Eu amo o Brasil. Irei para São Paulo ver você em breve”, escreveu Nusret. Considerada enigmática, a mensagem deu margem para que os seguidores imaginassem a abertura de uma unidade do restaurante do chef em solo tupiniquim. Outros acreditam que se trata apenas de uma visita a passeio ou para um evento. 

Vale frisar que o país ainda não tem uma filial do Nusr-Et Steakhouse. O restaurante existe desde 2010 e se espalhou pelo mundo. Ao todo, são 16 unidades. São nove na Turquia e mais cinco em outros países. Doha, no Catar, Miami e New York, nos Estados Unidos; e Dubai e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. 

No vídeo, Nusret corta uma picanha em pedaços, os quais são colocados em um espeto e, em seguida, assados. A suculenta carne é finalizada com sal – tempero jogado ao estilo icônico do chef. Ele ficou conhecido mundialmente como Salt Bae, tradução do inglês gato do sal, por ter uma forma peculiar de saborizar as delícias. Na ocasião, o turco deixa a especiaria escorrer pelo antebraço, conduta que se tornou sua marca registrada.




Leia também

Spot Nusr-Et Steakhouse vira febre entre as celebs

Com certeza você já viu alguma imagem ou vídeo do restaurante queridinho em Miami: o Nusr-Et Steakhouse. Especializado em carnes, o spot tem repercutido na internet pelas habilidades do proprietário, o turco Nusret Gökçe, que virou fenômeno nas redes sociais por cortar e salgar as carnes de uma forma excêntrica e um tanto estilosa. 

Os pratos são servidos e acompanhados na presença do chef, o qual mostra em cada mesa o seu jeito único e divertido de como preparar uma carne. Algumas celebs como RihannaBruno Mars e Leonardo Di Caprio se renderam ao charme de Nusret. Ele polvilha de forma inusitada o sal na carne e, ao término, a fatia em pedaços de um jeito bastante particular. 


Bolsonaro embarca hoje para Davos, em sua 1ª viagem internacional

Bolsonaro embarca hoje para Davos, em sua 1ª viagem internacional
collaborated Agência Brasil

Presidente defenderá reformas e compromisso com a democracia

 

Com uma agenda voltada para a defesa da abertura econômica, do combate à corrupção e do compromisso com a democracia, o presidente Jair Bolsonaro embarca neste domingo, 20, às 22h, para Davos, na Suíça, onde participará do Fórum Econômico Mundial. Ele viajará acompanhado dos ministros da Economia, Paulo Guedes; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Em sua 39ª edição, o Fórum Econômico Mundial reúne a elite política e econômica global para discutir a conjuntura mundial e estimular a cooperação entre governos e o setor privado. Na estreia de Bolsonaro no exterior, o governo pretende vender a empresários e a políticos a imagem de que a economia brasileira está modernizando-se, com abertura comercial, segurança jurídica para os investidores externos e reformas estruturais.

O presidente pode discursar na terça-feira, 22, num painel sobre a crise na Venezuela, e tem até 45 minutos reservados para falar na sessão plenária do fórum às 11h30 de quarta-feira, 23, no horário local, 8h30 em Brasília. Bolsonaro também pode discursar no painel O Futuro do Brasil, marcado para logo após a sessão plenária.

Na noite de terça, o presidente terá um jantar privado com os presidentes da Colômbia, Iván Duque; do Equador, Lenín Moreno; do Peru, Martín Vizcarra; e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada. Os cinco presidentes latino-americanos assistirão a uma apresentação do presidente executivo da Microsoft, Satya Nadella.

Para quarta-feira, 24, está prevista a participação do presidente num almoço de trabalho sobre a globalização 4.0, que trata da quarta revolução industrial proporcionada pela tecnologia e é o tema do Fórum Econômico Mundial neste ano. Em seguida, a comitiva retorna para Zurique, de onde embarca de volta para Brasília, chegando à capital federal na manhã de quinta-feira, 25.




Ministros

Os ministros terão agendas paralelas em Davos. Paulo Guedes tem previstas reuniões com a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, e encontros bilaterais com o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo; com o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Roberto Moreno; e com o secretário-geral da Câmara de Comércio Internacional, John Denton. O ministro da Economia também se encontrará com o secretário de Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin.

Guedes também pretende reunir-se com empresários das áreas de infraestrutura, logística, energia e tecnologia e representantes de fundos de investimentos e fundos soberanos. Nos encontros, o ministro informará que a equipe econômica trabalha numa agenda calcada em quatro pilares: reforma da Previdência, privatizações, reforma administrativa e abertura comercial.

Segundo o Ministério da Economia, Guedes informará que o Brasil pretende dobrar os investimentos (público e privados) em pesquisa, tecnologia e inovação nos próximos quatro anos e a corrente de comércio – soma de importações e exportações – de 22% para 30% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país).

A abertura comercial defendida por Guedes ocorreria de forma gradual, acompanhada de um programa de desburocratização e de redução de impostos para empresas para não sacrificar a indústria brasileira. A diminuição de tributos seria financiada por privatizações e pelas reformas que conterão ou reduzirão os gastos públicos nos próximos anos.