GPS Lifetime GPS Lifetime

O retorno do jeans-pantalona: quem dá a letra é Margot Robbie

O retorno do jeans-pantalona: quem dá a letra é Margot Robbie
photo Reprodução

O modelo de calça surgiu pelas mãos de Coco Chanel, em 1920

 

Direto das passarelas da Chanel para o outfit de ninguém menos que Margot Robbie. Para promover seu novo filme Mary Queen of Scots – no qual interpreta a rainha Elizabeth I –, a atriz apostou no jeans-pantalona da grife francesa, peça desfilada em outubro na coleção verão 2019.

A calça promete voltar para o closet das trendsetters. Para compor o look de vibe retrô, Margot combinou um cardigã cropped, bolsa de logomania e sandálias de tiras pretas. Ao usar a peça pantalona, a embaixadora da Chanel dá a letra de que o corte amplo nos jeans é a tendência fresh do momento.

Tradição fashion que sempre está em alta, o jeans atualmente passou pela tendência mom, modelo com cintura alta e corte reto. Outros tipos que retornaram para os looks das influencers foram os jeans: clochard, acid wash e até com babados.

 Vale lembrar que a pantalona surgiu pelas mãos de Coco Chanel, em 1920. A estilista foi a pioneira em lapidar peças masculinas e trazer para o closet feminino. 

Leia também: Dua Lipa curte Londres com look de pele fake

Cantora escolheu peças de Stella McCartney – uma das primeiras marcas a realmente defender a moda antipele e sem crueldade

 

Quem acompanha as novidades do universo fashion tem visto e lido que algumas etiquetas adotaram a tendência de não usarem peles de animais em suas coleções. Grifes como Burberry, Gucci, Coach, Versace e Michael Kors passaram a fazer parte do movimento que prega a moda sustentável.

Além de ganhar designers, vitrines e campanhas das labels, as peças de material fake conquistaram os looks das celebs. É o caso de Dua Lipa, que abraçou a trend usando-a da cabeça aos pés.

Enquanto passeava pelas ruas londrinas, a cantora optou por um casaco marrom que fazia alusão à pele de carneiro. A peça é da grife Stella McCartney – uma das primeiras marcas a realmente defender a moda antipele e sem crueldade.

Ela ainda completou o outfit com calças de couro fake no tom marrom. Para colorir o lookDua preferiu uma blusa verde neon e scarpin cor-de-rosa com plumas. Além da diva pop, Kim Kardashian, Bella Hadid, Kendall Jenner e Rihanna aderiram à iniciativa. Bravo! 


Nota Legal: quem tem veículo ou imóvel poderá resgatar crédito

Nota Legal: quem tem veículo ou imóvel poderá resgatar crédito
collaborated Agência Brasília

Projeto do governo de Brasília aprovado pela Câmara Legislativa permite ainda que consumidor com isenção tributária receba o valor em conta-corrente ou poupança

 

O programa Nota Legal terá mais uma opção de resgate para os contribuintes que têm veículo ou imóvel. Eles também poderão retirar os créditos acumulados em dinheiro.

A mudança está no Projeto de Lei nº 2.158, de 2018, de autoria do governo de Brasília, aprovado pela Câmara Legislativa na segunda-feira, 17.

Por ora, os consumidores que possuem tais bens só utilizam o benefício para abater valores no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). A partir da sanção, a quantia poderá ser transferida para conta-corrente ou poupança.

O mesmo valerá para quem tem isenção tributária. Por exemplo, pessoas com deficiência isentas do pagamento do IPVA. Nesse casos, era comum que elas perdessem os créditos do programa.

Outra mudança será a retirada da indicação de créditos para terceiros. Ou seja, da possibilidade de informar o CPF de outra pessoa para transferir valores.

De acordo com a Secretaria de Fazenda, a medida visa combater fraudes. Em janeiro, 347 contas do programa foram hackeadas. “O crédito indo apenas para o CPF do consumidor fecha a porta da fraude”, opina o secretário da pasta, Wilson de Paula.




De acordo com ele, os mecanismos de segurança do programa foram aprimorados. “Temos monitoramento de altos volumes de transferências, de veículos e imóveis que recebem créditos de titulares diferentes e de recuperação de senha”, lista.

Em 2018, mais de 356 mil consumidores resgataram R$ 57,03 milhões em créditos para diminuir os custos com IPTU e IPVA. Outros 16 mil indicaram a conta-corrente ou poupança para depósito — somando R$ 6,6 milhões.

Nota Legal foi criado em 2008 com o objetivo de estimular o consumidor a exigir o documento fiscal nas compras de mercadorias e serviços. A intenção, com isso, é contribuir para o combate à sonegação e munir o governo de informações essenciais à cobrança regular de impostos.