GPS Lifetime GPS Lifetime

Olimpíadas de Inverno traz união entre Coréias

Olimpíadas de Inverno traz união entre Coréias
collaborated Agência Brasília
photo Agência Brasil

O saldo da competição esportiva foi uma melhor interação entre os países rivais e 39 medalhas medalhas para e Noruega


 

Os Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang foram encerrados neste domingo, 25, com a Noruega e a Alemanha conquistando cada uma 14 medalhas de ouro. Os noruegueses venceram no total de medalha, com 39, contra 31 dos atletas alemães. As informações são da Agência EFE. Em terceiro lugar ficou o Canadá, com 29 medalhas totais, seguido pelos Estados Unidos (23), Holanda (20), Suécia (14), Coreia do Sul (17), Suíça (15), França (15), Áustria (14), Japão (13) e Itália (10).

De acordo com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, o evento ajudou a Coreia do Sul e a Coreia do Norte a se aproximarem. "O esporte ofereceu uma ponte de paz e continuará fazendo isso mesmo quando a tocha se apagar", afirmou. "Bye Bye, Pyeongchang", completou ao declarar encerrados os Jogos Olímpicos de Inverno.

Liderada pelo general Kim Yomg-chol, a delegação norte-coreana assistiu o encerramento dos jogos rodeada por um amplo esquema de segurança devido aos protestos convocados por essa visita.

Alemanha comemora uma das 14 medalhas de ouro

A comitiva enviada por Pyongyang, de oito membros, chegou ao território sul-coreano por estrada por volta de 9h53 (horário local, 21h53 de sábado em Brasília), após atravessar o posto de controle de Paju, na Zona Desmilitarizada que separa ambos países que permanecem tecnicamente em guerra, segundo informou o governo de Seul.

A delegação permanecerá três dias na Coreia do Sul. O encerramento dos Jogos de Inverno também foi assistido por comitiva norte-americana liderada por Ivanka Trump, filha e assessora do presidente Donald Trump.

A presença das delegações de EUA e Coreia do Norte na cerimônia realizada no Estádio Olímpico da cidade de PyeongChang voltou a alimentar as especulações sobre uma possível tomada de contato entre ambas partes.

A missão norte-coreana inclui Choe Kang-il, um alto cargo diplomático encarregado das relações com Washington e que defendeu as aspirações nucleares do regime em vários fóruns internacionais.

Na cerimônia de abertura dos Jogos houve uma tentativa fracassada de encontro entre o vice-presidente americano, Mike Pence, com uma delegação norte-coreana liderada por Kim Yo-jong, a irmã do ditador Kim Jong-un.


Morre, aos 113 anos, o homem mais velho do mundo

Morre, aos 113 anos, o homem mais velho do mundo
collaborated Gustavo Azevedo
photo Reprodução

O centenário faleceu de causas naturais enquanto dormia

 

Morreu neste domingo, 20, o homem o mais velho do mundo, segundo o livro Guinness dos Recordes. A informação foi confirmada pela imprensa japonesa. Masazo Nonaka tinha 113 anos e faleceu enquanto dormia em sua casa, no norte do Japão, de causas naturais.

Nonaka nasceu em 25 de julho de 1905. A mulher e três dos filhos do centenário já haviam morrido.

O Guinness reconheceu Nonaka como o homem mais velho do globo no ano passado, após a morte do espanhol Francisco Núñez Olivera.